TECPAR UTILIZA TRÊS TECNOLOGIAS DE PAINEL SOLAR FOTOVOLTAICO EM SEU CAMPUS

Chamado de Tecpar, o Instituto de Tecnologia do Paraná, como executivo do projeto Smart Energy Paraná, fez uma comparação entre o melhor custo-benefício de geração de energia solar entre três tecnologias de painéis fotovoltaicos em Curitiba: amorfo, monocristalino e policristalino.

A pesquisa de três anos revelou que o menor custo de produção na capital paranaense se dá através dos painéis policristalinos. De acordo com o estudo, está tecnologia é mais eficiente, pois em 10,4 mil horas gerou 7,5 mil kWh, em uma área de 16 metros quadrados e ao custo de R$ 0,16 por kW (quilowatts-hora).

Os painéis amorfos, em 8,7 mil horas em funcionamento, o Tecpar gerou 2,5 mil kWh ao custo de produção de R$ 0,25 kWh por kW. Os painéis amorfos ocupam uma área de 50 metros quadrados. No caso da tecnologia monocristalina, em 10,2 mil horas foram geradas 6,7 mil kWh, em uma área de 16 metros e ao custo de produção de R$ 0,17 kW. Segundo o diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix, a pesquisa tem grande relevância, pois um dos principais objetivos do projeto Smart Energy é desenvolver conhecimento no Estado sobre área de energias renováveis e difundi-las junto à sociedade, além de mostrar o melhor-custo benefício na realidade local. A pesquisa que apontou a tecnologia policristalina como a mais eficiente em Curitiba, ainda mostra que nos três anos em que o estudo foi feito, o Tecpar gerou 16,8 mil kWh, compensando uma emissão de 13 toneladas de gases do efeito estufa. Ao decorrer dos últimos seis anos, o Smart Energy Paraná, como projeto do Governo do Estado para atração de investimentos e disseminação de conhecimento, investiu através do Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar e da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, cerca de R$ 3 milhões para desenvolvimento, aquisição de tecnologias e realização de planos anuais de trabalho. Curitiba apresenta boas condições para energia solar. O Paraná tem um potencial de geração igual a do Nordeste brasileiro, ou seja, melhor do que muitos países europeus. Na média, a produtividade paranaense é maior do que em 29 países da Europa e 59% superior à média da Alemanha, país com a maior capacidade instalada do mundo. O modelo de captação de energia solar mais utilizado é a instalação de painel solar fotovoltaico e placa solar que são estrategicamente posicionadas nos telhados sendo possível aproveitar totalmente os raios solares. O painel solar fotovoltaico é uma ótima alternativa para gerar sua própria energia, além de ser utilizado em outras tecnologias que envolvem a energia solar, como por exemplo, o aquecedor solar.

Fonte: https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/tecpar-utiliza-tres-tecnologias-de-painel-solar-fotovoltaico-em-seu-campus.html

#energiafotovoltaica #Fotovoltaico #Enegiafotovoltaica #EficazSolar #Energiasolar

Posts Em Destaque